Aceito pedido de afastamento de Ivo Cassol

São Paulo, 8 de agosto de 2007 - O governador de Rondônia, Ivo Cassol, encaminhou pedido de afastamento por tempo indeterminado do seu partido, o PPS. Hoje (8), ele foi denunciado ao Supremo Tribunal Federal (STF) pelo procurador-geral da da República, Antônio Fernando de Sousa, por compra de votos de mais de mil eleitores no ano passado.

Segundo o PPS, o governador afirmou que quer poupar o partido de constrangimento enquanto se dedica à defesa na Jjustiça. Em nota, o partido informa ter acolhido o pedido do governador: "Cassol explicou ter tomado essa iniciativa para evitar constrangimentos à legenda que o acolheu. O governador disse que vai se dedicar a provar sua inocência, caso o STF acate a denúncia que o procurador apresentou contra ele".

Além do governador, foram denunciados o senador Expedito Júnior (PP-RO) e mais 11 pessoas, por crime de formação de quadrilha e, alguns deles, por corrupção eleitoral, coação de testemunhas e usurpação de cargo público.

As informações são da Agência Brasil.

(Redação - Investnews)

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais