Intel prevê crescimento de PCs no Brasil

A Intel espera que o Brasil se torne o terceiro maior mercado de computadores até 2010, disse Ricardo Carreon, diretor geral da companhia para a América Latina. Para garantir este acontecimento, o Brasil - que ocupa a sétima posição do ranking - precisa superar a França, o Reino Unido, a Alemanha e o Japão. Os dois primeiros lugares são dos Estados Unidos e a China, respectivamente.

Carreon disse que o setor de computadores no Brasil tem características extremamente positivas e peculiares, o que levou ao crescimento deste mercado no país. "A indústria de computadores no mundo cresce, em média, 10% ao ano. No Brasil, o crescimento é 10% acima da média mundial", disse o executivo.

A Intel estima que o mercado brasileiro como um todo crescerá 20% nos próximos três anos, mas a previsão de aumento no varejo é de 30% neste mesmo período. Um estudo revelou que 78% dos brasileiros que compraram um computador em 2006 escolheu adquirir um novo, ao invés de optar por um de segunda mão. Em 2005, o índice foi de 75%.

A pesquisa também mostrou que os computadores pessoais vêm sendo usados para propostas mais sofisticadas, como para realizar downloads de música e vídeos, backups, interatividade em comunidades on line e edição de fotos e websites. Os usuários de internet banda larga aumentaram de 10% para 16%, e as conexões por telefone caíram de 45% para 39%. O estudo entrevistou 1.400 brasileiros, entre 18 e 45 anos, e identificou que os laptops tiveram maior volume de vendas no mercado.

O presidente da Intel no Brasil, Oscar Clark, explicou que quatro fatores contribuíram para o crescimento da demanda de computadores no país, sendo eles: a desvalorização do dólar frente ao real; os esforços para eliminar a pirataria; os incentivos fiscais e a oferta de crédito facilitado para os consumidores.

Recentemente a Intel investiu em uma nova estratégia de marketing pouco comum: um curta-metragem. O filme convida os internautas a participarem de um vídeo interativo que demonstra na prática os benefícios do processador Core2 Duo. O curta-metragem, de 14 minutos, contou com produção de cinema e é uma das maiores produções já realizadas para Internet no País.

O filme 'Mais de mim' especula sobre a possibilidade de se multiplicar e realizar diversas atividades ao mesmo tempo aproveitando todas as oportunidades. Com esta analogia, a Intel quer demonstrar de maneira lúdica os benefícios práticos do processador de núcleo duplo, que oferece melhor desempenho na execução de tarefas simultâneas, o que economiza energia.

Os internautas podem interagir de diferentes maneiras, inclusive no rumo do filme. Será possível tomar as decisões pelo personagem e descobrir diferentes desfechos para o mesmo contexto em torno de 12 pontos de interatividade espalhados pelo filme, que esconde atalhos para downloads de fotos, músicas e até mesmo para o making off do vídeo.

(Daniel Augusto Ribeiro - InvestNews)

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais