Desenho de Picasso avaliado em US$ 250 mil é roubado na Áustria

Agência EFE

VIENA - Um desenho a lápis do artista espanhol Pablo Picasso avaliado em ¬ 180 mil (cerca de US$ 250 mil) foi roubado na Áustria da coleção particular de um diplomata russo, informou nesta quarta-feira a Polícia austríaca.

O desenho foi levado na terça-feira, junto com outras peças de arte e artigos de luxo avaliados conjuntamente em ¬ 41 mil, da casa do representante russo no nordeste da região da Baixa Áustria, a poucos quilômetros de Viena.

A obra de Picasso, datada em torno de 1920, é um desenho assinado a lápis sobre papel de 31,8 cm de cumprimento e 22,5 cm de altura intitulado 'Corrida' e representa um touro sobre um cavalo caído na areia de uma arena.

Um livro de bolso assinado pelo artista e avaliado em ¬ 1.200 (cerca de US$ 1.750) e outra peça gráfica de valor muito menor intitulada 'Lisistrata' também foram levados.

A Polícia assegurou que, pela forma de atuação, o roubo foi realizado por profissionais que sabiam exatamente que objetos queriam levar.

Os ladrões entraram na casa pela janela de um porão quando ninguém estava no imóvel e roubaram, além das peças de arte, vários relógios de grande valor e ternos caros.

O proprietário das obras de Picasso assegura que se trata de originais, o que será comprovado pela Polícia austríaca por meio das notas fiscais e outros documentos legais fornecidos pelo dono.

A Polícia disse que na casa do diplomata russo não existia nenhuma medida de segurança, e o diretor da divisão de roubos da Polícia da Baixa Áustria, Josef Grasel, afirmou quarta-feira à rádio 'ORF'

que só havia 'um cachorro que se alegra sempre que chega alguém'.