Cai número de cheques sem fundo, segundo Serasa

SÃO PAULO, 20 de junho de 2007 - O volume de cheques devolvidos por falta de fundos a cada mil compensados caiu 5,9% nos cinco primeiros meses de 2007, em relação ao mesmo período do ano anterior. De acordo com a Serasa, o recuo no acumulado de janeiro a maio deste ano é o primeiro registrado no período desde 1999.

Para os assessores da Serasa, a menor incidência na devolução de cheques sem fundos a cada mil compensados, nos primeiros cinco meses deste ano, foi influenciada pelo crescimento da massa de rendimentos do País, devido aos reajustes salariais da maioria das categorias profissionais terem ocorrido acima da inflação, ao aumento do nível de emprego e à expansão da economia.

Nos cinco primeiros meses de 2007, foram devolvidos 20,7 cheques sem fundos por mil compensados, enquanto no período equivalente de 2006, houve 22 cheques devolvidos a cada mil compensados.

Foram devolvidos, nos cinco primeiros meses deste ano, 13,5 milhões de cheques em todo o país e 654,9 milhões de cheques foram compensados. No acumulado de janeiro a maio de 2006, houve 16,1 milhões de devoluções de cheques e um total de 734,5 milhões de cheques foram compensados.

Em maio deste ano, também houve queda no volume de cheques devolvidos por mil compensados, quando comparado a maio de 2006. O recuo no período foi de 5,5%, sendo que no quinto mês deste ano, foram devolvidos 22,4 cheques a cada mil compensados, contra 23,7, em maio de 2006.

Vale ressaltar que, na comparação anual (maio de 2007 com maio de 2006), o recuo verificado em maio é o nono consecutivo, dando prosseguimento a uma tendência de queda do indicador de cheques sem fundos que se iniciou em setembro do ano passado.

(Redação - InvestNews)