Conta de luz pode cair até 11% para consumidor de SP

Portal Terra

SÃO PAULO - A tarifa de energia elétrica residencial no Estado de São Paulo poderá ficar até 11% mais barata a partir do mês de julho para os consumidores atendidos pela Eletropaulo, que abastece 24 cidades, inclusive a capital paulista. A redução foi proposta pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), órgão regulador do setor, em nota técnica.

De acordo com o Estado de S. Paulo, nas contas da Eletropaulo, a tarifa ao consumidor residencial poderá cair 8% e entre 6,5% e 7% na média que inclui residências e indústrias, segundo o vice-presidente de Assuntos Regulatórios da companhia, Carlos Augusto Brandão. Ele argumenta que a empresa considera uma redução de custos, obtida por meio de ganho de produtividade, entre outros fatores, de 2% a 3%.

Na média das contas residenciais e industriais, a Aneel trabalha com uma queda de 9,01%. Em audiência pública realizada na semana passada em São Paulo, o órgão apresentou um índice preliminar de 5,41% de redução, que leva em conta a estrutura de custos da empresa. A Aneel decidirá sobre o corte até o dia 3 de julho.

A revisão tarifária deste ano inclui não apenas as variações de inflação, mas também as mudanças na estrutura de custos da companhia, ganhos de produtividade e fatores como oscilação de câmbio e juros.