Aneel autoriza reajuste de tarifas da Copel

SÃO PAULO, 19 de junho de 2007 - A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) autorizou o reajuste das tarifas da distribuidora Copel Distribuição, do Paraná. As novas tarifas da empresa terão reajustes a partir do próximo domingo (24/06).

Os consumidores da classse residencial, ou seja, de baixa tensão não terão reajuste porque a tarifa ficou em -2,04%. Os consumidores de alta tensão, os industriais, também ficaram com -0,21% ( média). Para as indústrias quem consome: A1 (230 kV) o reajuste será de 0,45%: A2 (88 a 138 kV),- 4,41%: A3 (69 kV),- 0,79%: A3a (34,5 kV), 1,77%: e A4 (2,3 a 25 kV), 0,01%.

O reajuste negativo das tarifas da distribuidora calculado pela Aneel deve-se, principalmente, à redução e à menor incidência da Conta de Consumo de Combustíveis (CCC) destinada a subsidiar a geração térmica nos Sistemas Isolados, basicamente na região Norte.

Ao calcular os índices de reajuste, a Agência considera a variação de custos que a empresa teve no decorrer do período de referência. A fórmula de cálculo inclui custos gerenciáveis, sobre os quais incide o IGP-M, e custos não gerenciáveis como energia comprada de geradoras, encargos de transmissão e encargos setoriais, entre eles a Conta de Consumo Combustível (CCC), Conta de Desenvolvimento Energético (CDE), Reserva Global de Reversão (RGR), Taxa de Fiscalização entre outros.

A Copel Distribuição fornece energia elétrica a 3.337.447 de unidades consumidoras em 393 municípios paranaenses e no município catarinense de Porto União.

(ID - InvestNews)