Aluguel de até R$ 600 respondeu por 59% do mercado

SÃO PAULO, 19 de junho de 2007 - A maioria das novas locações contratadas nas 451 imobiliárias pesquisadas pelo Conselho Regional de Corretores de Imóveis do Estado de São Paulo (Creci-SP) em maio situou-se na faixa de aluguel de até R$ 600,00. Esses imóveis somaram 59,02 % do total, segundo os números levantados pelo Conselho.

As devoluções de imóveis no período foram 6,57% maiores e a maioria devolveu os imóveis por motivos diversos dos financeiros (75,6%), como término de contrato. A inadimplência também cresceu em maio - ela foi 1,74% maior que em abril, atingindo 5,95% dos contratos em vigor nas imobiliárias pesquisadas.

O Creci-SP registrou 20 ocorrências de baixa e 22 de alta dos aluguéis médios no período. A locação que mais subiu (9%) foi a de casas de 2 dormitórios situadas na Zona C. O valor médio desse tipo de imóvel era R$ 625,51 em abril e em maio passou a R$ 681,82.

E o aluguel que mais baixou (-6,83) foi o de casas de 4 dormitórios situadas na Zona D, onde estão agrupados bairros como Água Rasa, Liberdade e Penha. Segundo a pesquisa Creci-SP, o valor médio caiu de R$ 1.080,00 em abril para R$ 1.011,11 em maio.

Foi generalizado, também, o aumento no número de ações propostas na capital paulista no mês de maio. As por falta de pagamento passaram de 1.732 para 2.001 no período, crescendo 15,53%. As renovatórias aumentaram o percentual em 21,21% (de 33 para 40); as consignatórias, 8,3% (de 12 para 13) e as ordinárias, 57,52% (de 113 para 178).

(Redação - InvestNews)