Sudeste apresenta maior custo regional

SÃO PAULO, 6 de junho de 2007 - Em maio, o Índice Nacional da Construção Civil apresentou maior custo regional no Sudeste (1,19%), que foi puxado pelo Espírito Santo (2,75%) e por São Paulo (1,68%). Ainda acima da média nacional (0,90%), ficou o Sul, com alta de 0,94%.

As demais variações regionais ficaram abaixo do índice nacional: Centro-Oeste (0,69%), Nordeste (0,66%) e Norte (0,27%).

Na região Nordeste, foram registrados os acumulados mais elevados no ano (4,06%) e em 12 meses (6,88%).

Os custos regionais foram de R$ 624,10 (Sudeste), R$ 577,28 (Sul), R$ 567,12 (Norte), R$ 551,89 (Centro-Oeste) e R$ 551,16 (Nordeste).

Os reajustes de salário dos profissionais da construção civil em Sergipe e Santa Catarina proporcionaram aos estados o maior índice mensal: 4,25% e 3,01%, respectivamente.

Pelo mesmo motivo, outros estados também apresentaram índices elevados: Espírito Santo (2,75%); Alagoas (2,31%); São Paulo (1,68%) e Distrito Federal (1,64%).

O Ceará registrou os maiores acumulados no ano (6,34%) e em 12 meses (8,85%).

(Redação - InvestNews)