STJ nega pedido de liberdade de presos

SÃO PAULO, 6 de junho de 2007 - A 5ª turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) rejeitou pedidos de habeas corpus para que quatro presos na Operação Furacão, da Polícia Federal, respondessem ao processo em liberdade.

Com isso, continuam detidos Virgílio Medina, Aniz Abrahão Davi, Nagib Teixeira Suaid, João Oliveira de Farias e os portugueses Laurentino Frei dos Santos e Licínio Soares Bastos.

Eles são acusados de integrar uma quadrilha que comprava sentenças judiciais para beneficiar a exploração de jogos ilegais e respondem pelos crimes de tráfico de influência, corrupção passiva e ativa e formação de quadrilha

A Operação Furacão foi deflagrada no dia 13 de abril. Segundo o STJ, três juízes e um procurador regional da república, os quatro com foro privilegiado, aguardam o processo em liberdade.

As informações são da Agência Brasil.

(Redação - InvestNews)