PF indicia compadre de Lula

SÃO PAULO, 6 de junho de 2007 - A Polícia Federal (PF) indiciou Dario Morelli Filho, compadre do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Ele vai responder ao processo na 5ª Vara da Justiça Federal, em Campo Grande (MS), por formação de quadrilha, contrabando, exploração de jogo de azar e por crime contra o sistema financeiro nacional. As informações são da assessoria da Polícia Federal. O filho de Morelli é afilhado do presidente Lula.

Morelli foi preso na segunda-feira (4), na cidade de Diadema (SP), durante a Operação Xeque-Mate, da PF, e ontem prestou depoimento na superintendência do órgão, em Campo Grande, durante oito horas, ao fim das quais foi indiciado.

Morelli foi incluído nas investigações da Operação Xeque-Mate após a PF ter apurado que ele tem ligações com o ex-deputado estadual do Paraná Nilton Cezar Servo. Servo é apontado pela Polícia Federal como o chefe do esquema de exploração de caça-níqueis e também foi preso ontem, em Uberlândia (MG).

Ele é o último dos 79 presos a prestar depoimento na superintendência da PF. Seu depoimento, que começou as 9 horas de hoje, já dura quase 11 horas.

As informações são da Agência Brasil.

(Redação - InvestNews)