Ministro minimiza indiciamento de Vavá

SÃO PAULO, 6 de junho de 2007 - O ministro de Relações Institucionais, Walfrido dos Mares Guia, minimizou o indiciamento do irmão mais velho do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Genival Inácio da Silva, o Vavá, por tráfico de influência e exploração de prestígio.

"O indiciamento não é nada. Você não tem nem prova de culpa", disse hoje (6) Mares Guia, em café da manhã com jornalistas, no Palácio do Planalto.

Na segunda-feira (4) a Polícia Federal apreendeu documentos na casa de Vavá durante a Operação Xeque-Mate, que prendeu 77 pessoas acusadas de corrupção, exploração de jogos ilegais e tráfico de drogas.

O ministro não soube informar se o presidente Lula teria sido avisado com antecedência sobre a busca na residência do irmão. Segundo ele, o ministro da Justiça, Tarso Genro, informou ao presidente Lula a respeito do caso. Em Nova Delhi, Índia, ontem (5), Lula falou que não acredita no envolvimento de Genival em exploração ilegal de jogos de azar.

As informações são da Agência Brasil.

(Redação - InvestNews)