Dólar sobe pelo 3º dia consecutivo, vendido a R$ 1,956

REUTERS

LONDRES - O dólar subiu pelo terceiro dia consecutivo nesta quarta-feira, à medida que investidores ajustavam suas posições no mercado diante de um cenário externo desfavorável. Às 11h25, a divisa norte-americana era vendida a R$ 1,956, com alta de 0,51%. Desde o começo da semana, o dólar avançou mais de 2,5%.

As bolsas de valores norte-americanas recuavam depois que um dado sobre o custo unitário do trabalho no país impulsionou as preocupações sobre inflação.

- O que está acontecendo é a perspectiva de manutenção dos juros norte-americanos. Com isso, os juros dos Treasuries subiram e os ativos de emergentes se tornam menos atrativos -explicou Miriam Tavares, diretora de câmbio da AGK Corretora. O rendimento dos Treasuries de 10 anos, referência do mercado, aproximava-se de 5% nesta manhã.

- Não é nada preocupante ou espetacular, que possa falar que mudou o cenário, apenas dá um pouco mais de ênfase à necessidade de um ajuste de posição - acrescentou a diretora da AGK.

Investidores estão reduzindo as fortes posições vendidas em dólar desde segunda-feira, segundo relato de operadores.

Internamente, o foco do dia está na decisão do Comitê de Política Monetária (Copom) sobre a taxa básica de juro, que só será anunciada depois do fechamento dos mercados.

Há algumas semanas, investidores davam como certo um corte de 0,50 ponto percentual, mas alguns consideram agora que o Copom pode optar por uma redução de 0,25 ponto.

- Parte dos investidores resolveu reduzir um pouco a exposição ao corte de 0,50 ponto, dado que a chance de queda de 0,25 ponto não está descartada - apontou a corretora Link em relatório.