BB anuncia redução da taxa de juros na segunda

SÃO PAULO, 6 de junho de 2007 - O Banco do Brasil anunciou nesta quarta-feira (6) que vai reduzir as taxas de juros para cheques especiais, cartões de crédito e linhas de crédito direto ao consumidor (CDC). As novas taxas são válidas a partir de segunda-feira, dia 11.

A medida está em sintonia com a reunião do Copom que reduziu em 0,5% ponto percentual a taxa Selic, o que possibilita custos menores de captação e o repasse desse benefício para os preços das operações de crédito. A decisão deixa o crédito mais barato para quem já é cliente do Banco do Brasil e torna e as linhas de crédito mais atraentes para quem ainda não é correntista.

As taxas mínimas do cheque especial e do cartão de crédito terão redução de 1,94% ao mês para 1,90% ao mês. Já as taxas máximas desses mesmos produtos terão redução de 7,64% ao mês para 7,60% ao mês. No crédito direto ao consumidor (CDC) serão reduzidas as taxas do CDC Salário (de 4,30% para 4,24% ao mês), o CDC Empréstimo Eletrônico e o CDC Renovação (de 4,59% para 4,53% ao mês), BB Crédito Parcelado Cartão (de 3,08% para 3,04% ao mês), além do BB Crediário (de 2,38% ao mês para 2,32% ao mês).

Também serão reduzidas as taxas de juros do Cheque Ouro Empresarial e do BB Giro Rápido Rotativo nas modalidades destinadas ao segmento de micro e pequenas empresas -a taxa mínima agora é de 4,97% ao mês e a máxima de 7,55% ao mês ante os 5,01% ao mês e 7,59% ao mês cobradas até agora, respectivamente. O BB Giro Automático, linha de capital de giro exclusivo para microempresas com faturamento bruto anual de até R$ 500 mil, passa a ter taxa de 2,39% ao mês. Já a linha Pro-Saúde terá encargo mínimo de 2,40% ao mês e máximo de 2,55% ao mês.

(Redação - InvestNews)