Índice segue NY e cai 0,56%

SÃO PAULO, 5 de junho de 2007 - A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) segue em baixa, com os investidores reagindo ao movimento de venda em Nova York. Há pouco, o Ibovespa recuava 0,56%, para 52.944 pontos, com giro financeiro em R$ 1,60 bilhão.

Em Nova York, Dow Jones cai 0,40% e a Nasdaq perde 0,31%. Os investidores reagem as declarações do presidente do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano), Ben Bernanke, que voltou a indicar preocupação com o movimento de retração no setor imobiliário.

Por outro lado, Bernanke diz que a economia deve retomar um melhor ritmo de crescimento, depois do fraco resultado do primeiro trimestre, mesmo que o ajuste do setor imobiliário prossiga.

Ainda hoje, os investidores assimilaram um forte crescimento no setor de serviços, que retomou o maior nível em cerca de um ano. Para alguns analistas, o dado que aponta retomada na atividade econômica, contribui para reduzir com as expectativas de um corte nos juros.

Segurando as perdas, as ações da Petrobras (PETR4) registravam alta de 0,37%, para R$ 47,86. Já a Vale (VALE5) perdia 0,94%, para R$ 74,80.

Destaque de alta para os papéis do Banco do Brasil (BBAS3), que subiram 1,69%, para R$ 27,66. Alta de 0,77% para Aracruz (ARCZ6), que era negociada a R$ 11,64.

Forte queda para a CESP (CESP4), que caía 3,01%, para R$ 34,76. A NET (NETC4) recuava 2,11%, para R$ 32.

Entre as empresas que realizaram IPO neste ano, destaque para a JBS (JBSS3) que disparava 7,18%, para R$ 8,20. O Banco Pine (PINE4) ganhava 4%, para R$ 18,20.

(EC - InvestNews)