Estudantes venezuelanos realizam novo protesto

SÃO PAULO, 1 de junho de 2007 - Milhares de estudantes universitários venezuelanos fizeram uma passeata nesta sexta-feira rumo à sede da Conferência Episcopal, em Caracas. Lá, eles se reuniram com dois deputados, depois que a polícia impediu que se dirigissem para a Assembléia Nacional.

Os jovens, de universidades públicas e privadas, pretendiam caminhar até a Assembléia, no centro da capital, para entregar um documento aos parlamentares em defesa da RCTV. Porém, a manifestação não foi autorizada.

Os deputados Ismael García e Ricardo Gutiérrez, do partido Podemos (partido socialdemocrata que apóia o governo do presidente Hugo Chávez), foram até a Conferência Episcopal para receber o documento das mãos dos estudantes e apresentá-lo na Assembléia. "Vamos receber o documento e ouvir as reivindicações. Na democracia, fala-se, discute-se e se constrói um consenso", disse García.

Os estudantes querem fazer uma nova passeata na próxima terça-feira. Os manifestantes anunciaram que a permissão será solicitada pelo reitor da Universidade Central, Antonio París.

(Redação - InvestNews)