Lucro da Usiminas cresce 86% no 1º trimestre

SÃO PAULO, 10 de maio de 2007 - A Usiminas encerrou o primeiro trimestre de 2007 com lucro líquido de R$ 642 milhões, um crescimento de 86% em comparação com o registrado em igual período do ano passado.

No período, a receita líquida cresceu 13%, para R$ 3,3 bilhões. A geração de caixa, ou Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciações e amortizações), cresceu 30%, somando R$ 1,2 bilhão. Destaque para uma queda no endividamento líquido da companhia, que saiu de R$ 1,4 bilhão, para R$ 128 milhões.

O valor de mercado ao final de março era de R$ 21,9 bilhões. Com saldo de caixa de R$ 3,1 bilhões, a companhia indica que dá início a um ´ousado´ ciclo de investimentos, buscando expandir sua capacidade de produção e melhorar o mix de produtos.

De acordo com o relatório trimestral, a Usiminas indica que o segundo trimestre apresenta um cenário favorável para o setor siderúrgico mundial, com preços e demanda crescente.

As vendas físicas somaram 1,93 milhão de toneladas, queda de 1% no comparativo anual. Deste total, 72% foi absorvido pelo mercado interno, enquanto que os 28% restantes foram exportados.

A demanda por aços planos cresceu 16%, puxada pelos setores de construção e automobilístico. A produção de aço total (Usiminas e Cosipa) somou 2,1 milhões de toneladas, queda de 4,9% no comparativo anual.

Há pouco, as ações da companhia recuavam 0,69%, para R$ 104,29 na Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa).

(Redação - InvestNews)