China impõe licença de exportação a produtos

SÃO PAULO, 8 de maio de 2007 - A China, primeiro produtor e consumidor mundial de aço, impôs licenças de exportação a 83 produtos siderúrgicos, segundo anunciou a agência China Nova nesta terça-feira. Esses produtos já haviam perdido descontos nas taxas à exportação no mês passado, enquanto outros 76 produtos tiveram os descontos diminuídos.

Os chineses exportaram 14,1 milhões de toneladas de produtos derivados durante os três primeiros meses do ano. Isso representa um aumento de 118,4% em comparação ao mesmo período do ano passado, segundo dados das alfândegas.

No mesmo período, o superávit comercial total aumentou para US$ 46,4 bilhões, dobrando em quase um ano. Nos últimos meses, a China aumentou temporariamente algumas taxas à exportação, sobretudo o superávit comercial.

O país ainda ampliou as listas iniciais de produtos a todo o leque de produtos consumidores de energia ou poluentes, na tentativa de economizar recursos naturais, em risco devido ao forte crescimento.

(Redação - InvestNews)