Aneel autoriza reajuste para SP e MG

SÃO PAULO, 8 de maio de 2007 - A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou o reajuste de tarifas das distribuidoras Caiuá Distribuição de Energia S/A, Companhia Nacional de Energia Elétrica (CNEE), Empresa Elétrica Bragantina (EEB) e Empresa de Distribuição de Energia Vale Paranapanema (EDEVP). As novas tarifas passam a vigorar a partir da próxima quinta-feira (10/5).

Para os clientes residenciais (baixa tensão) da Caiuá (SP), houve uma redução de 0,65% no valor da tarifa. Já os clientes industriais (alta tensão), o reajuste é de 2,75%.

Na Nacional (SP), o clientes residenciais terão desconto de 5,30% em suas tarifas. Já os industriais, o aumento previsto é de 1,23%.

Na área de atuação da Bragantina (SP/MG), os clientes residenciais e industriais também terão desconto de 6,06% e 3,07%, respectivamente.

Na Vale Paranapanema (SP), os clientes residenciais terão reajuste de 0,31% em suas tarifas e os industriais, desconto de 0,57%.

Ao calcular os índices de reajuste, a Agência considera a variação de custos que as empresas tiveram no decorrer do período de referência. A fórmula de cálculo inclui custos gerenciáveis, sobre os quais incide o IGP-M, e custos não-gerenciáveis como energia comprada de geradoras, encargos de transmissão e encargos setoriais, entre eles a Conta de Consumo Combustível (CCC), Conta de Desenvolvimento Energético (CDE), Reserva Global de Reversão (RGR), Taxa de Fiscalização, entre outros.

Conheça a parcela de cada componente, inclusive tributos estaduais e federais, na fatura de unidade residencial com consumo de 100 kWh mensais de cada uma das distribuidoras.

As informações são da Aneel.

(Redação - InvestNews)