Petrobras mira exploração na Argentina e tem interesse no Chile

REUTERS

SANTIAGO - A Petrobras afirmou na quarta-feira que continuará investindo forte em trabalhos de exploração de petróleo e gás na Argentina, que olha com interesse a possibilidade de descobrir hidrocarbonetos no sul do Chile e que tem planos 'muito importantes para a Venezuela'.

A empresa informou ainda que os problemas apresentados pelo abastecimento de gás da Bolívia, por causa de manifestações sociais, 'são coisas do dia-a-dia que não devem afetar nossa visão de longo prazo'.

- Nós seguimos apostando no futuro energético da Argentina. Seguimos investindo na busca de novos campos de produção de petróleo e gás e também nos outros segmentos em que atuamos lá, especialmente nas refinarias para melhorar sua capacidade, disse à Reuters o gerente executivo para o cone sul da Petrobras, Décio Oddone.

O executivo lembrou que, depois do Brasil, a Argentina é o principal destino dos investimentos da Petrobras na América do Sul. A empresa pretende investir 87 bilhões de dólares em todas suas operações no período entre 2007 e 2011.

A estatal brasileira está presente em praticamente todos os países da região, mas ainda não tem ativos no Chile porque ainda não surgiu uma oportunidade.

- Sempre estamos abertos a oportunidades de negócios, o que ocorre é que, por alguma razão, nunca se deu nenhum negócio no Chile, disse Oddone, depois de participar da primeira rodada do Fórum Econômico Mundial, que se realiza em Santiago.

O executivo garantiu que a Petrobras espera para conhecer as condições sob as quais serão licitados em breve trabalhos de exploração de hidrocarbonetos no extremo sul do Chile, antes de decidir se participa ou não do processo.

- Estamos avaliando a situação e vamos ver quando for aberta a licitação. Temos que ver o que se vai licitar e quais serão as condições, para que se possa fazer uma avaliação adequada. Em princípio sim, (há interesse), mas temos que ver como a licitação será proposta, afirmou.

Oddone acrescentou que atualmente a Petrobras e a petrolífera estatal venezuelana PDVSA estão dando forma a uma série de acordos, que devem estar prontos em breve. Ele, no entanto, não deu mais detalhes.

- A Petrobras tem planos muito importantes para a Venezuela, as discussões são muito promissoras e esperamos poder concretizar esses acordos no curto prazo, disse.

Nos últimos dois anos a Petrobras aumentou significativamente sua presença no Peru, onde está buscando gás e petróleo em vários lugares e agora espera que os resultados sejam positivos.

- A Petrobras apostou muitas fichas no Peru e queremos ver bons resultados nos próximos anos, disse Oddone.