Colgate alcança lucro maior com vendas fortes de pasta de dente

REUTERS

CHICAGO - O grupo Colgate-Palmolive divulgou lucro líquido maior no primeiro trimestre, puxado por vendas elevadas de produtos como a pasta de dente Colgate Total. A empresa informou ainda que o atual presidente-executivo, Reuben Mark, deixará o cargo em 1º de julho.

Mark, que ocupa o posto desde 1984, informou no ano passado que pretendia ceder o cargo para o vice-presidente de operações, Ian Cook, em meados de 2007.

O lucro da companhia no primeiro trimestre somou 486,6 milhões de dólares, ou 0,89 dólar por ação, comparado com resultado positivo de 324,5 milhões de dólares, ou 0,59 dólar por ação, registrado um ano antes, informou a empresa nesta quarta-feira.

Os resultados incluem ganho após impostos de 29,7 milhões de dólares com a venda da maior parte das operações da empresa com água sanitária na América Latina para a Clorox .

Excluindo os itens extraordinários, o lucro da Colgate no período foi de 421,1 milhões de dólares, ou 0,77 dólar por ação, alta em relação aos 371,3 milhões de dólares --0,68 dólar por ação-- obtidos um ano antes. Os resultados ficaram em linha com estimativas de analistas consultados pela Reuters Estimates.

As vendas subiram 12 por cento, para 3,21 bilhões de dólares, superando previsões de analistas, na faixa de 3,12 bilhões de dólares.

Cook informou em comunicado que a Colgate ainda espera ter um crescimento de dois dígitos no lucro anual por ação, excluindo itens especiais e custos com reestruturação.