Ministério financia 42 bolsas em odontologia

SÃO PAULO, 20 de abril de 2007 - O Ministro da Saúde, José Gomes Temporão, e o Coordenador Nacional de Saúde Bucal, Gilberto Pucca, anunciam hoje, às 20 horas, a liberação, pelo Fundo Nacional de Saúde, de R$ 2 milhões para financiamento de 42 bolsas de pós-graduação em cirurgia buco-maxilo-facial destinadas a estudantes e professores de 14 instituições de ensino superior do país.

Segundo nota da assessoria divulgada à imprensa, o pronunciamento do ministro acontece durante a abertura da solenidade em comemoração ao 43º aniversário dos Conselhos de Odontologia, no hotel Sofitel, em Copacabana.

O financiamento de bolsas de estudo pelo Ministério da Saúde é uma iniciativa pioneira que, desde 2006, tem estimulado a qualificação de dentistas em cirurgia e traumatologia buco-maxilo-facial como estratégia de qualificação do atendimento prestado por profissionais que atuam nos Centros de Especialidades Odontológicas do Brasil Sorridente.

As 42 bolsas de especialização lato sensu na modalidade de residência terão duração de dois anos e irão contemplar dois estudantes e um orientador de cada instituição escolhida após análise de documentação que deverá ser enviada, a partir de maio, para o Fundo Nacional de Saúde, em Brasília. A seleção irá priorizar as escolas de ensino superior públicas que sejam referência para as Equipes de Saúde Bucal (ESB) e Centros de Especialidades Odontológicas (CEO) do programa Brasil Sorridente. A escolha levará em conta, ainda, o credenciamento da instituição de ensino junto ao SUS e a multidisciplinaridade dos cursos voltados a estudantes da área de saúde.

As 14 instituições selecionadas firmarão convênio com o Ministério da Saúde, através do Fundo Nacional de Saúde, e receberão, cada uma, repasse anual de R$133.056,00 com contrapartida de 10% pela instituição. Cada convênio terá a duração de dois anos para o custeio das bolsas do orientador e dois estudantes escolhidos que receberão, respectivamente, R$1.770,00 e R$ 1.540,00 ao mês.

Três instituições tiveram, no ano passado, convênios firmados com o Ministério da Saúde para financiamento de bolsas voltadas para alunos e professores de cursos de odontologia. Os convênios firmados tiveram o apoio financeiro da Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde. Foram contemplados a Universidade Estadual Paulista de Araraquara (Unesp), o Hospital Vila Penteado (SP) e a Universidade Estadual de Maringá (UEM).

O financiamento de bolsas para a qualificação profissional de alunos de odontologia é uma das estratégias do Ministério da Saúde dentro da Política Nacional de Saúde Bucal do programa Brasil Sorridente. Lançado em março de 2004, o Brasil Sorridente tem ajudado na qualificação da atenção básica possibilitando o acesso da população a serviços especializados, como tratamentos de periodontia (gengiva), endodontia (canal), cirurgia bucal e prótese dentária, antes oferecidos apenas pela iniciativa privada.

(Redação - InvestNews)