CNI eleva projeção para crescimento do PIB para 4,2%

SÃO PAULO, 20 de abril de 2007 - A Confederação Nacional da Indústria (CNI) revisou para 4,2% a sua previsão de crescimento para o Produto Interno Bruto (PIB) de 2007. No início do ano, a estimativa da entidade era de uma expansão de 3,4%. Já a projeção para o crescimento do PIB industrial caiu de 4,2% para 4%, ficando em patamar inferior à média geral da economia. A alteração ocorre por conta da mudança na metodologia de cálculo adotada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), além de um comportamento melhor do que o esperado inicialmente para a economia brasileira no primeiro trimestre.

Na avaliação da CNI, a demanda interna, que deverá aumentar 5,8% este ano, sustentará o crescimento do PIB. A entidade espera que todos componentes da demanda interna - consumo das famílias, consumo do governo e formação bruta de capital fixo - avancem mais do que a taxa média do PIB.

A CNI agora projeta um crescimento de 5,2% para o consumo das famílias, contra 3,7% previsto no final do ano. Já o consumo do governo deverá crescer 4,4% neste ano, enquanto os investimentos deverão aumentar 10,5%.

(Redação - InvestNews)