MS atrasa decisão da OIE sobre o Paraná

CURITIBA, 18 de abril de 2007 - A recuperação do status sanitário do Paraná como livre de febre aftosa com vacinação, pela Organização Mundial de Saúde Animal - OIE ,deve ficar para setembro. O estado perdeu o título depois de dez anos sem registros de febre aftosa quando o Ministério da Agricultura denunciou sete focos da doença no final de 2005. Segundo a Secretaria de Agricultura do Paraná, as informações sobre as ações sanitárias desenvolvidas no Paraná foram enviadas à OIE em janeiro, mas os técnicos só irão analisar o relatório juntamente com os dados do Mato Grosso do Sul (MS), que ainda cumpre período de vazio sanitário.

Segundo o Sindicato das Indústrias de Carne do Paraná (Sindicarnes), desde outubro de 2005 - quando foram levantados embargos em função da suspeita de febre aftosa - o Paraná deixou de realizar exportações no valor de US$ 400 milhões.

(Norberto Staviski - InvestNews)