Bradesco sai na frente e reduz taxa para casa própria

SÃO PAULO, 18 de abril de 2007 - O Bradesco sai na frente e reduz a taxa para financiamento da casa própria. Ao contrário do que acontece em dia de decisão do Comitê de Política Monetária (Copom), quando o Bradesco, normalmente, anuncia redução da taxa de algum segmento de crédito, hoje o maior banco privado do País surpreendeu reduzindo o juro antes da autoridade monetária divulgar a nova Selic.

A partir de hoje, a linha de crédito imobiliário com prestação fixa, no prazo de até 20 anos, passa de 14% para 12,5% ao ano, ou 0,98% ao mês.

O plano de prestação fixa não prevê qualquer tipo de correção das mensalidades e é aplicável para financiamentos de imóveis, novos e usados, avaliados em até R$ 350 mil, enquadrados no Sistema Financeiro da Habitação (SFH).

O plano permite a utilização do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) e o cliente poderá financiar até 80% do valor do imóvel, com o comprometimento máximo da renda líquida de 30%.

Em 2006, o Bradesco realizou financiamentos da ordem de R$ 2,1 bilhões na carteira de crédito imobiliário, o que representou 19.382 unidades. Para este ano a meta é atingir R$ 3 bilhões.

(AT - InvestNews)