Jornal do Brasil

Economia - Marcas

Cervejaria Kona inicia programa de logística reversa na Lapa e já impacta 50 bares da região

Empresa se junta à startup Green Mining para ajudar no descarte correto de embalagens de vidro no boêmio bairro do Rio

Jornal do Brasil REDAÇÃO JB, redacao@jb.com.br

Os Arcos da Lapa vão ficar ainda mais bonitos a partir dos próximos meses. Para fortalecer ainda mais seus laços com o Rio de Janeiro, a Cervejaria Kona desembarca no boêmio bairro carioca liderando uma iniciativa para incentivar a logística reversa e para solucionar um dos principais problemas da região: a dificuldade dos bares e restaurantes para descartar corretamente as garrafas e embalagens de vidro. Assim, ao lado da startup Green Mining, a marca vai recolher todos esses recipientes e enviá-los ao centro de reciclagem da Cervejaria Ambev, também no Rio.

Macaque in the trees
Bicicleta adaptada percorre a Lapa coletando garrafas de vidro dos estabelecimentos parceiros (Foto: Divulgação)

Com um dos principais cartões-postais do Brasil e reduto de muita badalação, a Lapa segue atraindo muita gente. Mas, com tantos bares e restaurantes, o descarte de resíduos se torna um desafio ainda maior.

No país desde novembro de 2018, a havaiana Kona tomou a iniciativa com um trabalho proativo de logística reversa desse material. Afinal, se o Rio de Janeiro e o Havaí possuem muito em comum, nada melhor do que deixar a capital carioca ainda mais bela. Então, por meio da parceria com a Green Mining, um coletor, em uma bicicleta adaptada, vai percorrer a Lapa coletando as garrafas de vidro dos estabelecimentos parceiros e levá-las para uma central de recebimento no centro do bairro. A partir disso, o material é encaminhado para a Fábrica de Vidros da Cervejaria Ambev, onde é processado e transformado em novas garrafas.

Esse trabalho teve início na terceira semana de setembro e conta com 50 bares e restaurantes impactados. Para garantir o funcionamento eficiente dessa economia circular, um sistema de certificação é feito em todas as fases do processo garantindo que todo o material coletado chegue ao seu destino de maneira correta.

“O Havaí e o Rio de Janeiro possuem muitas similaridades, até por isso, consideramos as cidades como ‘Sister Cities’. Assim como em nossa terra natal, temos uma grande preocupação com a sustentabilidade e com o descarte correto dos materiais. Essa iniciativa visa ajudar os comerciantes da Lapa e também a conscientizar as pessoas sobre esse assunto”, afirmou Carolina Aguiar Ventura, gerente de marketing de Kona.

Green Mining e a Aceleradora 100+

A Green Mining é uma startup paulistana que desenvolveu um sistema de otimização de hubs para a coleta de vidro. Ela faz parte da Aceleradora 100+ da Cervejaria Ambev. A iniciativa, lançada globalmente em junho de 2018 pela AB InBev, selecionou, em parceria com o Pacto Global da ONU, pequenos e médios empreendedores com propostas inovadoras e disruptivas para algumas das principais questões socioambientais da atualidade.