Como as mídias sociais afetam o valor da Bitcoin

...

JACK GUEZ / AFP
Credit...JACK GUEZ / AFP

As mídias sociais e as criptomoedas estão entre as tecnologias mais transformadoras da história da humanidade. Ambas têm influências significativas em vários aspetos de nosso dia-a-dia, moldando a forma como as pessoas acessam informações, interagem, investem e administram sua riqueza. As mídias sociais permitem que os usuários se conectem para acessar notícias e coletar dados. A Bitcoin facilita transações globais sem descontinuidade e de maneira mais barata, incluindo remessas, trading e investimentos.

O que muitos indivíduos podem não saber é que a mídia social também pode ter um impacto significativo no valor monetário da Bitcoin. O seguinte artigo examina como as mídias sociais afetam o valor da Bitcoin.

 

Tendências das Mídias Sociais

Desde 2021, as mídias sociais atingiram mais de 4 bilhões de usuários ativos em todo o mundo. Esses usuários publicam e discutem diferentes assuntos em suas plataformas. Os temas mais comentados sobre as mídias sociais atingem o status de tendências, atraindo o maior número de menções, gostos e comentários on-line. Uma tendência das mídias sociais pode durar várias horas, dias ou semanas. As direções podem ser positivas ou negativas, com base no tema específico em discussão.

Portanto, se as tendências das mídias sociais retratarem a Bitcoin positivamente, existe sempre uma elevada probabilidade de que seus preços aumentem. Por exemplo, o preço da Bitcoin atingiu um máximo histórico de US$ 44.000 em fevereiro de 2021 após o anúncio no Twitter do fundador da Tesla, Elon Musk, de que a empresa havia adquirido $1,5 bilhões de dólares da Bitcoin.

A Tesla declarou que aceitaria a Bitcoin em troca por seus produtos, tornando-se o primeiro fabricante de automóveis a fazê-lo. O anúncio pôs a mídia social em um frenesi, tornando a Bitcoin uma tendência por várias semanas. O valor da Bitcoin continuou a crescer nos meses seguintes, atingindo eventualmente os US$ 58.000.

As tendências das mídias sociais também podem ser prejudiciais ao preço da Bitcoin devido ao seu poderoso impacto sobre as emoções das pessoas. O valor da Bitcoin também pode diminuir rapidamente se uma determinada cobertura a retratar de forma negativa. Por exemplo, vimos o preço da Bitcoin cair para níveis mais baixos quando surgiram notícias de grandes ataques a exchanges de criptomoedas nas mídias sociais.

 

Comentários dos Usuários

A mídia social é fundamental para a construção da comunidade, oferecendo uma plataforma comum que reúne pessoas de diferentes origens. Como as moedas virtuais como a Bitcoin se tornam mais populares, as pessoas têm criado vários fóruns sobre mídia social para compartilhar idéias e aprender mais sobre elas. Hoje, várias empresas de criptomoedas, como a bitcoin profit, têm plataformas de mídia social dedicadas a comercializar seus serviços, atrair novos usuários e educar o público sobre as criptomoedas.

Ao contrário de outras plataformas de notícias onde o público só pode ler ou assistir o conteúdo publicado, as mídias sociais permitem que os usuários compartilhem seus pontos de vista e opiniões através de comentários. Estudos estabeleceram que os comentários nas mídias sociais também podem impactar imensamente os movimentos de preços da Bitcoin.

Analistas e pesquisadores têm provado que comentários cada vez mais positivos nas mídias sociais podem aumentar significativamente os preços da Bitcoin. Ainda assim, é surpreendente que a maioria silenciosa nas mídias sociais sejam os maiores influenciadores desses preços. Um estudo recente descobriu que os usuários pouco frequentes que levam tempo para comentar as perspectivas da Bitcoin mudaram seu preço em quase dez vezes quando publicaram comentários positivos.

Por outro lado, comentários negativos podem arrastar o valor do Bitcoin para baixo em um curto espaço de tempo. Comentários negativos crescentes sobre a Bitcoin podem rapidamente impactar a discórdia entre os investidores, desencorajando o público de negociar ou investir nela. Isso prejudicaria a Bitcoin, fazendo com que os preços caíssem por uma margem considerável.

Investidores experientes estão muitas vezes muito interessados em assistir aos comentários das mídias sociais para obter uma compreensão profunda das percepções do público e das tendências do mercado das criptomoedas.

Com mais de 4 bilhões de usuários ativos em todo o mundo, nunca podemos subestimar o poder das mídias sociais. Como discutido acima, as mídias sociais são uma faca de dois gumes que pode ajudar ou prejudicar o valor da Bitcoin. No entanto, os especialistas estão confiantes de que as mídias sociais continuarão sendo fundamentais para promover a educação e adoção da Bitcoin à medida que o mundo se encaminha para uma economia digital.

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais