Bandeira da escassez hídrica e contratos com termelétricas acabam em abril, diz Bolsonaro

...

Foto: Isac Nóbrega / Palácio do Planalto
Credit...Foto: Isac Nóbrega / Palácio do Planalto

O presidente Jair Bolsonaro (PL) afirmou nesta quinta-feira, 17, em transmissão ao vivo nas redes sociais que a bandeira escassez hídrica e os contratos do governo com termelétricas vão acabar em abril.

"Contratamos no ano passado termelétricas. Esse contrato acaba agora em abril, superbandeira deixa de existir. A contratação foi feita prevendo a possibilidade de não termos chuva. Graças a Deus, tivemos", disse o presidente, que ressaltou, no entanto, que o fim da bandeira escassez hídrica é uma decisão da Aneel. "Agência independente", destacou o chefe do Executivo.

Bolsonaro ainda comemorou os recentes movimentos de queda do dólar no mercado financeiro. "Dólar está o tempo todo ameaçando abaixo da casa dos R$ 5, é bom para nós".

 

Correios

Ao lado de Bolsonaro na live, o presidente dos Correios, Floriano Peixoto Vieira Neto, comentou o balanço da empresa divulgado mais cedo. "Resultados poderiam ser melhores, se não tivéssemos congelado tarifas de encomendas por dois anos, mas fomos sensíveis ao esforço do governo", disse o chefe da companhia, sobre as medidas tomadas pelo Executivo no período da pandemia.

Os Correios fecharam em 2021 com um lucro recorrente de R$ 3,7 bilhões, resultado recorde para a estatal. (com Agência Estado)

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais