Bloqueio atinge R$ 619 milhões do Ministério da Cidadania e R$ 348 milhões da Educação

Objetivo da área econômica é tentar cumprir a meta fiscal fixada para 2019

Marcos Oliveira/Agência Senado
Credit...Marcos Oliveira/Agência Senado

O governo publicou em edição extraordinária do "Diário Oficial da União", na noite da última terça-feira (30),o decreto de programação orçamentária com o detalhamento do chamado contingenciamento (bloqueio) de mais R$ 1,44 bilhão em gastos no Orçamento de 2019.

O bloqueio adicional na peça orçamentária, que se soma aos R$ 29,7 bilhões divulgados em março, tem por objetivo tentar cumprir a meta de déficit primário (despesas maiores do que receitas, sem contar as despesas com juros) do governo neste ano, de até R$ 139 bilhões.

AS três pastas que sofreram os maiores bloqueios são: Ministério da Cidadania com R$ 619,16 milhões (42,9% do total de R$ 1,44 bilhão), Ministério da Educação: R$ 348,47 milhões (24,1%) e o Ministério da Economia: R$ 282,57 milhões (19,5%)