Guedes se diz confiante em aprovação da Previdência e reitera defesa de capitalização

O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse nesta sexta-feira que está confiante na aprovação da reforma da Previdência e reforçou avaliação de que o país deveria introduzir um regime de capitalização para as aposentadorias.

Em evento na Associação Comercial do Rio de Janeiro (ACRJ), Guedes afirmou que a capitalização "só tem vantagens" e disse que, se tiver oportunidade, o governo pretende oferecer a opção desse regime.

A proposta de reforma da Previdência encaminhada pelo governo ao Congresso previa uma autorização para a introdução da capitalização, mas a Câmara dos Deputados, que aprovou a reforma em primeiro turno, derrubou a medida.

Guedes afirmou, ainda, que compreende os cortes promovidos pela Câmara à economia prevista na reforma, mas demonstrou insatisfação com as mudanças.

"Não podia ficar calado se propus economia de 1,2 trillhão de reais e depois levo uma descascada de 300 bilhões de reais", disse Guedes em discurso na ACRJ.

O ministro salientou que "o gasto descontrolado" é a grande doença do Brasil e que espera uma resposta da economia da partir da aprovação da reforma e também do acordo comercial fechado entre Mercosul e União Europeia.

(Por Rodrigo Viga Gaier)