Jornal do Brasil

Economia

FMI diz que disputas comerciais desaceleram comércio global e vê riscos a cadeia de oferta

Jornal do Brasil

WASHINGTON (Reuters) - O Fundo Monetário Internacional afirmou nesta quarta-feira que o crescimento do comércio global está desacelerando como resultado das tensões entre Estados Unidos e China e outros, além da prolongada incerteza sobre tarifas, pesando sobre a confiança empresarial ao redor do mundo.

A economista-chefe do FMI, Gita Gopinath, disse a repórteres que as disputas sobre comércio e tecnologia estão claramente exercendo um impacto fundamental sobre o comércio global, e repetiu a estimativa do Fundo de que as tarifas aplicadas na guerra comercial entre EUA e China podem cortar 0,5% do crescimento econômico global em 2020.

"Tem havido uma queda no crescimento do comércio mundial", disse ela, destacando que as disputas sobre tecnologia --como a que envolve os EUA e a empresa de tecnologia chinesa Huawei-- podem também fraturar as cadeias de oferta, levantando preocupações sobre investimento e produtividade.