Relator da reforma da Previdência barra artigo que poderia tributar até vale-refeição

O relator da reforma da Previdência, Samuel Moreira (PSDB-SP), excluiu o artigo que poderia permitir que benefícios como vale-refeição passem a integrar a base de cálculo do contribuição para o INSS.

A versão da reforma enviada pelo governo previa que a tributação seria sobre a folha de salários e demais rendimentos "de qualquer natureza".

"Trata-se de expressão demasiado ampla, que poderia gerar espaço para cobrança de valores referentes a ressarcimentos de alimentação, transporte, entre outros", justificou o relator.

O parecer foi apresentado nesta quinta-feira (13).