Avianca cancela mais de 1.300 voos até 2 de maio

A companhia aérea Avianca Brasil, que está em recuperação judicial, anunciou nesta sexta-feira (26) que vai cancelar 1.367 voos até a próxima quinta-feira (2).

Os cancelamentos, divulgados no site da Avianca, são resultado da perda de aviões de sua frota. A aérea iniciou no último dia 22 um processo para devolver 18 aeronaves a quatro empresas de leasing que venceram ações judiciais para a retomada dos equipamentos por inadimplência da Avianca.

Quando terminar as devoluções, em julho, a empresa ficará com apenas cinco aeronaves na frota. Serão entregues sete aviões à GE Capital Aviation Services, um à PK, quatro à Vermillion e seis à Aviation Capital Group. A Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) vai supervisionar todo o processo.

Macaque in the trees
Avianca (Foto: Reuter/Sergio Moraes)

Os atrasos dos pagamentos se arrastam ao menos desde o segundo semestre do ano passado. A dívida com arrendadoras supera R$ 1 bilhão e não faz parte do plano de recuperação judicial da marca.

A orientação da Anac e do Procon aos passageiros que tiveram seus voos cancelados ou atrasados é a de registrar suas reclamações no portal www.consumidor.gov.br. Os afetados têm direito a reembolso integral do valor pago.

Apesar disso, a Folha de S.Paulo revelou que a aérea não tem oferecido reembolso integral a todos os passageiros com voos cancelados. A empresa também descumpre regra de oferecer transporte e acomodação a quem tiver atrasos de voos superiores a quatro horas. A Avianca não comenta o caso.