Diretor do BC diz que não há "preconceitos" sobre uso de instrumentos cambiais

O diretor de política monetária do Banco Central, Bruno Serra

Fernandes, afirmou nesta quinta-feira que a autoridade monetária não tem "preconceitos" em relação ao uso de qualquer instrumento cambial, no momento em que o dólar chegou à casa dos 4 reais.

"É importante registrar que não temos qualquer preconceito em relação a utilização de qualquer instrumento, quando e se as condições para tal estiverem presentes", disse ele em discurso em evento em São Paulo, segundo nota divulgada pelo BC.

"Entender o ambiente econômico em que estamos inseridos e, quando necessária, buscar a forma mais eficiente de intervenção, é dever do Banco Central", completou.

O dólar superou o patamar psicológico de 4 reais logo na abertura no pregão desta quinta-feira. A última vez que a moeda norte-americana fechou na casa dos 4 reais foi em 1º de outubro do ano passado (4,0183 reais).