Dólar fecha perto de R$4, maior patamar em quase 7 meses, com exterior e Previdência

O dólar disparou ante o real nesta quarta-feira, fechando no maior patamar em quase sete meses e muito perto do nível psicológico de 4 reais, refletindo a percepção de que a reforma da Previdência pode enfrentar um caminho mais árido pela frente.

O dólar à vista terminou a sessão em alta de 1,63 por cento, a 3,9863 reais na venda. É o maior patamar de fechamento desde 1º de outubro do ano passado (4,0183 reais).

Na máxima do pregão, a moeda bateu os 3,9950 reais.

Na B3, a referência do dólar futuro subia 1,73 por cento por volta de 17h10, para 3,9900 reais.

O real amargou o segundo pior desempenho global nesta sessão, só à frente do combalido peso argentino. (Por José de Castro; Edição de Aluísio Alves)