Desemprego cresce no Brasil e atinge 13,1 milhões de pessoas

O índice de desemprego subiu a 12,4% no Brasil entre dezembro de 2018 e fevereiro de 2019, frente a 12% entre novembro e janeiro, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) publicados nesta sexta-feira, que também revelam um volume recorde de pessoas em situação de "desalento" - quando desistem de procurar trabalho por falta de oportunidade.

Em fevereiro, 13,1 milhões de pessoas estavam em busca de um emprego, 400 mil a mais que no período concluído em janeiro, segundo o IGBE.

Trata-se do segundo aumento consecutivo deste índice, que estava em baixa ou estável desde abril passado, até janeiro deste ano.

A taxa de desemprego de 12,4% é um pouco menor que a de um antes (dezembro 2017-fevereiro 2018), de 12,6%.

O número de pessoas que desistiram de procurar emprego chegou a 4,9 milhões, um recorde desde o início da série histórica, informou o IBGE.

No trimestre novembro-janeiro, havia 4,7 milhões de pessoas nesta situação.

"Dado que o desemprego chegou neste nível tão alto, isso alimenta o desalento também. Essas pessoas não se veem em condições de procurar trabalho", explicou o coordenador de Trabalho e Rendimento do IBGE, Cimar Azeredo.

 

js/mel/ll/ll