Roberto Avallone, jornalista, aos 72

O jornalista e comentarista esportivo, Roberto Avallone, de 72 anos, morreu ontem em São Paulo, após sofrer uma parada cardiorrespiratória. Ele foi socorrido e levado para o Hospital Santa Catarina, mas não resistiu. A família confirmou que o corpo do jornalista será cremado hoje pela manhã, na cidade de Embu das Artes, na região metropolitana de São Paulo.

Roberto Avallone foi apresentador do programa "Mesa Redonda", da TV Gazeta, na década de 90, permanecendo na emissora até 2003, quando se transferiu para a RedeTV! Em rádio, trabalhou nas principais emissoras de São Paulo, como Jovem Pan, Globo e Bandeirantes. Atualmente, fazia comentários para o canal SportTV e mantinha um blog no portal Uol.

Macaque in the trees
Roberto Avallone (Foto: Reprodução/YouTube)

Quando perguntava algo aos colegas de bancada, Avallone terminava a frase dizendo "interrogação". Da mesma forma, dizia: "Que golaço, exclamação". Esses bordões se tornaram marca registrada do comentarista.Nascido em 1947, Avallone começou a carreira na década de 1960, no jornal "Última Hora". Anos depois se tornou chefe de reportagem do "Jornal da Tarde" e ganhou dois prêmios Esso. No último post em seu bolg no portal Uol, Avallone defende que os clubes invistam em treinadores específicos para centroavantes - como já existem os de goleiros - dada a escassez de bons nomes da posição no Brasil. O jornalista deixa três filhos: Caio, Carolina e Anna Flávia.