Samsung lança smartphone com tela dobrável nos EUA

A sul-coreana Samsung, líder do mercado de smartphones, apresentou ontem (20) o Galaxy Fold, o primeiro dispositivo de tela dobrável desenvolvido por um gigante do setor. O telefone estará disponível a partir de 26 de abril ao preço mínimo de US$ 1.980.

A tela dobrável era uma inovação muito aguardada doze anos depois do lançamento do iPhone, o modelo vedete da americana Apple. Dobrado, o dispositivo da Samsung é um celular de 4,6 polegadas (11,7 cm), "que cabe na mão", mas o aparelho pode ser aberto com uma tela dobrável que o transforma em um tablet de 7,3 polegadas (18,5 cm), explicou Justin Denison, um dos encarregados da líder mundial do mercado, durante apresentação em San Francisco.

Macaque in the trees
Samsung apresnta o Galaxy Fold, seu primeiro celular de tela dobrável, em São Francisco (EUA) (Foto: Justin Sullivan/Getty Images/AFP)

Este novo aparelho chega em um período de desaceleração nas vendas dos smartphones, em que grande parte da população já tem um smartphone e adia a troca dos modelos que possuem. O setor, que experimentou uma queda na comercialização destes dispositivos pela primeira vez em 2018, espera novidades para se recuperar.

O novo modelo era aguardado com curiosidade desde que a Samsung apresentou um misterioso protótipo de tela dobrável no fim de 2018, sem dar detalhes, nem preço inicial. A companhia sul-coreana é a primeira grande fabricante a lançar um telefone com essa característica. A empresa informou ter trabalhado com a Google, que desenvolve o sistema operacional Android instalado nos celulares da Samsung, para otimizá-lo, bem como os aplicativos do Fold.

Já existe um modelo no mercado com tela dobrável, apresentado na CES de Las Vegas, a maior feira de eletrônica de consumo do mundo, por uma pequena empresa emergente chinesa, a Royole. Mais grosso que o Fold, o FlexPai, disponível na China - e nos EUA por US$ 1.300 pode se tornar um tablet e funciona com um sistema operacional independente, diferentemente da grande maioria dos celulares, que integram o Android ou o programa da Apple, o iOS. Na mesma linha, outro grupo sul-coreano, a LG, já apresentou uma TV com tela dobrável. A nova tecnologia será uma das grandes inovações de 2019, e, junto com a internet 5G, pode reativar o mercado mundial de smartphones.