Lucro da BHP sobe, mas ganho subjacente decepciona

A anglo-australiana BHP, maior mineradora do mundo em valor de mercado, divulgou ontem que teve lucro líquido de US$ 3,76 bilhões em seu primeiro semestre fiscal (encerrado em dezembro). O montante é 87% maior que o ganho obtido em igual período de um ano antes.

O lucro subjacente semestral, por outro lado, caiu 8% na mesma comparação, a US$ 4,03 bilhões. O resultado ficou abaixo da previsão de oito analistas consultados pelo "Wall Street Journal", de US$ 4,21 bilhões. No período, a BHP vendeu a maior parte de seus negócios de óleo de xisto nos EUA para a britânica BP, numa transação de mais de US$ 10 bilhões.