Moro tem fala anti-corrupção

Em sua estreia no Fórum de Davos, em uma mesa de discussão sobre corrupção e uso da tecnologia, o ministro da Justiça Sergio Moro defendeu o combate à corrupção para aumentar a credibilidade do governo brasileiro. “O governo tem discurso forte contra a corrupção e vem adotando práticas que não foram adotadas em 30 anos no Brasil, que é não vender posições ministeriais na barganha pelo poder. Nomeou pessoas técnicas”, disse ao jornal “Valor Econômico”.

Apesar disso, Moro preferiu não comentar o recente escândalo envolvendo o filho do presidente, Flávio Bolosnaro, no “caso Queiroz”. “Não me cabe comentar sobre isso”, disse.

Dividiram o espaço com Moro o secretário de indústria da ìndia Ramesh Abhishek, a prsidente da Tranparência Internacional, Delia Rubio e o chefe do Facebook para ameaças, o que inclui o combate a notícias falsas. Hoje, o ministro integrará a comitiva de um almoço de trabalho com investidores sobre possibilidade econômicas no Brasil e, amanhã, participará de painel sobre crimes globais .

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais