Schwab: 'globalização trouxe perdas'

O guru de Davos e fundador do Fórum Econômico Mundial, Klaus Schwab, admite que a globalização também trouxe perdedores. “A globalização produziu ganhadores e perdedores. Existem mais ganhadores nos últimos 30 anos. Mas agora precisamos olhar para os perdedores, aqueles que não conseguiram acompanhar o processo”, disse. “Precisamos de uma globalização mais inclusiva. Precisamos moralizar a globalização “

Para Schwab, o mundo tem algumas opções. Uma delas é a de proteger aqueles que perderam, estratégia que tem sido usada por governos populistas em diferentes parte do mundo. Isso, segundo ele, traria “vantagens políticas de curto prazo, mas criaria o palco para a erosão da competitividade”. A outra opção, defendida por ele, é a de abraçar as mudanças, se preparar para ganhar com elas e “preservar a abertura” dos países.

Richard Kozul-Wright, diretor da Divisão sobre a Globalização da Conferência da ONU para o Comércio, não tem dúvidas de que o momento é o de maior questionamento do atual sistema internacional. “Eles (Davos) estão preocupados e estão, finalmente, falando sobre outra economia”. Mas alerta: “A reforma não virá daqueles atores que, por tantos anos, ganharam tanto com o sistema”.

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais