Jornal do Brasil

Economia

De 9 grupos, 4 tiveram deflação no IPCA-15 de dezembro, mostra IBGE

Jornal do Brasil

Dos nove grupos de produtos e serviços pesquisados no Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo - 15 (IPCA-15), quatro apresentaram deflação na passagem de novembro para dezembro - Transportes (-0,93%), Saúde e Cuidados pessoais (-0,58%), Habitação (-0,52%) e Comunicação (-0,07%).

Entre as altas, o destaque foi o grupo Alimentação e bebidas (0,35%), que apresentou o maior impacto positivo no índice do mês, com 0,08 ponto porcentual. Educação variou 0,02%; Vestuário, 0,31%; Despesas Pessoais, 0,43%; e Artigos de Residência, 0,44%.

No grupo de Alimentação, o resultado foi influenciado por uma queda mais acentuada nos preços do leite longa vida (de -3,47% em novembro para -10,39% em dezembro) e pelas quedas em itens como arroz (-0,84%), farinha de mandioca (-2,47%) e alho (-3,38%).

Em contrapartida, cebola (34,16%), batata-inglesa (17,8%), tomate (8,37%) e carnes (0,92%) seguem com preços em alta. Já a alimentação fora acelerou de -0,01% em novembro para 0,58% em dezembro.

Regionais

Quanto aos índices regionais, quase todas as áreas pesquisadas tiveram deflação em dezembro. A exceção foi Belém (0,27%), por causa principalmente das altas das passagens aéreas (31,12%), tomate (27,06%) e açaí (12,86%).

O menor índice (-0,30%) foi o de Brasília, com as quedas nos preços da gasolina (-8,75%) e dos itens de higiene pessoal (-5,08%).