CMN define limite para empréstimos a órgãos e entes do setor público em 2019

O Conselho Monetário Nacional (CMN) definiu em R$ 24,5 bilhões o limite para empréstimos a serem concedidos por instituições financeiras a órgãos e entes do setor público no próximo ano. O valor é R$ 500 milhões superior ao autorizado para 2018.

Para 2019, o valor que poderá ser contratado com garantia da União foi definido em R$ 13,5 bilhões. Esse limite é determinado anualmente e atinge Estados, municípios e empresas estatais, com exceção da Petrobras, Eletrobras e subsidiárias.

"Esse limite está alinhado com o cumprimento da meta de resultado primário", afirmou nota do Ministério da Fazenda.

De acordo com a chefe da Assessoria Econômica e Parlamentar do Tesouro Nacional, Viviane Varga, em 2018 foram contratadas R$ 10,4 bilhões em operações com instituições financeiras, sendo apenas R$ 2,1 bilhões com garantia da União, bem abaixo do limite de R 13 bilhões.