Jornal do Brasil

Economia

Guindos e Lautenschläger defendem conclusão de reformas no setor bancário

Jornal do Brasil

Autoridades do Banco Central Europeu (BCE) defenderam hoje que as reformas no setor bancário da zona do euro sejam concluídas.

Luis de Guindos, vice-presidente do BCE, disse que finalizar as reformas da União Econômica e Monetária (UEM), completando a consolidação no setor bancário e dos mercados de capitais, é um "objetivo inquestionável".

"Precisamos buscar uma abrangente estratégia europeia de longo prazo para construir uma união financeira mais completa que promova tanto a redução dos riscos quanto o seu compartilhamento, que....são dois lados da mesma moeda", disse Guindos, em discurso durante evento na Universidade Goethe, em Frankfurt.

Nessa mesma linha, a integrante do Conselho Executivo do BCE Sabine Lautenschläger disse, também no evento em Frankfurt, que as reformas implementadas desde a crise financeira de 2008 ajudaram a tornar o setor bancário mais seguro, mas ainda precisam ser finalizadas.

"O que importa é implementar as reformas, transformá-las em lei concreta", afirmou Lautenschläger, que também é vice-presidente do Conselho de Supervisão do BCE.

Guindos e Lautenschläger não fizeram comentários sobre a política monetária do BCE.