Jornal do Brasil

Economia

China suspenderá tarifas adicionais aos carros importados dos EUA

Jornal do Brasil

A China vai suspender por três meses a partir de 1º de janeiro as tarifas adicionais impostas aos automóveis e peças de reposição importados dos Estados Unidos, no âmbito da trégua comercial decidida pelos dois países, anunciou nesta sexta-feira o governo chinês.

Pequim aumentou suas tarifas de 10% para 35% em represália à aplicação de novas tarifas alfandegárias sob produtos chineses importados para os Estados Unidos num valor total de 50 bilhões de dólares.

"A suspensão das tarifas é uma medida concreta para aplicar o consenso alcançado pelos dois chefes de Estado", destaca um comunicado do Conselho de Estado, o gabinete ministerial chinês.

China e Estados Unidos concordaram com uma trégua na guerra comercial iniciada há vários meses durante uma reunião de seus presidentes, Xi Jinping e Donald Trump, no dia 1 de dezembro durante cúpula do G20 em Buenos Aires.

Embora Pequim e Washington tenham apresentado explicações divergentes em um primeiro momento sobre o alcance de seu acordo, a China começou recentemente a confirmar as declarações da Casa Branca sobre as medidas que vai adotar.

 

rwm-jg/ehl/ra/es/mr/fp