Jornal do Brasil

Economia

May alerta conservadores para 'risco' de se opor a acordo do Brexit

Jornal do Brasil

A primeira-ministra britânica, Theresa May, alertou os deputados britânicos neste domingo (9) de que rejeitar o acordo do Brexit na votação de terça-feira representa "um risco muito real" de que o Reino Unido continue na União Europeia (UE).

Os deputados britânicos se pronunciarão nesta terça-feira sobre o Acordo de Retirada da UE, alcançado em meados de novembro após 17 meses de negociação com Bruxelas, mas cuja adoção pela Câmara dos Comuns é incerta, devido às inúmeras críticas feitas à conservadora May - inclusive dentro de seu próprio partido.

O texto não satisfaz os defensores de um Brexit duro, que temem que o país continue muito ligado à UE, nem aos pró-europeus, que desejam um segundo referendo.

Dois dias antes desta votação histórica, a primeira-ministra alertou para as consequência negativas de um rechaço do Parlamento, em entrevista ao dominical Mail On Sunday.

"Isto representará uma grande incerteza para o país, com risco muito real de que o Brexit não aconteça ou de abandonar a União Europeia sem acordo", alertou May.

Dirigindo-se aos deputados conservadores que se opõem ao acordo, May apontou o risco de eleições antecipadas e uma eventual vitória de Jeremy Corbyn, líder do Partido Trabalhista britânico, a principal força de oposição.

"Temos um líder da oposição que só pensa em forçar a convocação de eleições gerais, ele não se importa qual seria o custo para o país", acrescentou May.

Ela considera que a chegada de Corbyn ao poder "representa um risco que nós não podemos permitir".

 

g/eb/age/ll