Jornal do Brasil

Economia

Energia elétrica cai 1,46% em novembro no IPCA-15 de novembro, diz IBGE

Jornal do Brasil

A conta de luz voltou a dar uma trégua ao orçamento das famílias em novembro, segundo dados da inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA-15), divulgado nesta sexta-feira, 23, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

A energia elétrica recuou 1,46% este mês, após já ter diminuído 0,08% em outubro. O movimento foi puxado pela substituição da bandeira tarifária vermelha patamar 2 em outubro, que adicionava R$ 0,05 a cada kWh consumido, pela bandeira tarifária amarela em novembro, com a cobrança de R$ 0,01 para cada kWh consumido. Isso apesar da pressão dos reajustes de 15,56% em Goiânia e de 6,18% em Brasília, ambos em vigor desde 22 de outubro. Em São Paulo, o reajuste foi de 15,23% em uma das concessionárias, no dia 23 de outubro.

Os gastos das famílias com Habitação recuaram 0,13% em novembro, após terem aumentado 0,15% em outubro.

O gás de botijão passou de uma alta de 0,46% em outubro para uma queda de 0,37% em novembro. O gás encanado teve elevação de 0,90% este mês, devido ao reajuste médio de 4,61% nas tarifas residenciais no Rio de Janeiro a partir de 1º de novembro.