Jornal do Brasil

Economia

Com exterior, Ibovespa sobe; investidor aguarda novidades sobre futuro governo

Jornal do Brasil

O Ibovespa abriu em alta e, sob impulso da melhora dos futuros de Nova York, marcou mais de 88 mil pontos. Às 10h11, na máxima intraday (88.028 pontos), o indicador ficou a menos de 300 pontos da maior pontuação nominal da história da Bolsa.

A máxima do dia na B3 aconteceu quando os futuros americanos e o dólar acentuaram os ganhos após o presidente dos EUA, Donald Trump, tuitar que o "mercado acionário" americano subiu mais de 400 pontos na terça-feira, referindo-se ao índice Dow Jones.

"Hoje parece que vai ser outro bom dia. Os lucros das empresas estão ótimos", comentou Trump em sua conta oficial no Twitter. "O mercado bolsa subiu mais 400 pontos ontem", escreveu Trump.

A cena externa já era favorável para os ativos domésticos mais cedo, com alta no mercado futuro de Nova York e das bolsas na Europa. Por volta das 9h15, a ADP divulgou relatório com a criação de 227 mil empregos no setor privado dos Estados Unidos em outubro, acima da previsão de analistas, de 180 mil novas vagas.

Da agenda doméstica, o investidor espera a manutenção da Selic em 6,5% ao ano na reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) e alguma novidade do futuro governo Bolsonaro e das reformas que sinaliza que vai fazer.

Por conta de projetos aprovados no governo Temer, o Banco Mundial (Bird) elevou o Brasil da 125ª para a 109ª posição no ranking global, o Doing Business 2019.

Segundo o Bird, as quatro reformas do ano passado representam o maior número de reformas feitas pelo País em um único ano desde que o Doing Business começou a ser publicado, há 16 anos.

Às 10h33, o Ibovespa subia 0,73% aos 87.521 pontos. A Unit do Santander recuava 3,01%. O banco divulgou lucro líquido gerencial de R$ 3,108 bilhões no terceiro trimestre deste ano, cifra 20,2% maior que a registrada em idêntico intervalo de 2017.

No horário acima, a Vale ON subia 2,90%. O UBS elevou a recomendação da mineradora de venda para neutro, em relatório distribuído nesta quarta-feira.

Segundo a instituição financeira, essa elevação é suportada pelo maior prêmio do minério de ferro, o que ajudou a melhorar o retorno de caixa aos acionistas.

 



Recomendadas para você