Jornal do Brasil

Economia

Agências cortam nota da Odebrecht Engenharia

Jornal do Brasil

As agências de classificação de risco Fitch Ratings e Standard & Poor's rebaixaram na sexta-feira, 26, a nota da Odebrecht Engenharia e Construção (OEC) por causa do não pagamento de US$ 11 milhões em juros vencidos na quinta-feira. A exemplo do que ocorreu com a holding no primeiro semestre do ano, a empresa anunciou que vai exercer o período de 30 dias de carência para pagar o montante e avaliar as condições da companhia e do setor no médio e longo prazos.

Pela metodologia da Fitch, o uso dos 30 dias "indica que um processo semelhante ao de inadimplência começou". Na opinião da Fitch, o atraso de um montante relativamente pequeno "gera preocupações sobre a intenção e a capacidade de a empreiteira amortizar juros e a dívida no futuro".

Além disso, diz agência, a necessidade de capital de giro representa séria ameaça aos próximos pagamentos, de US$ 60,8 milhões, em dezembro, e de US$ 180 milhões, em 2019.

Segundo a S&P, o caixa da OEC está entre US$ 400 milhões e US$500 milhões, o que seria suficiente para cobrir sua dívida de curto prazo. "Mas, devido às condições de negócios desafiadoras e ao consumo contínuo de caixa, acreditamos que existe maior risco de reestruturação da dívida." As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

 



Recomendadas para você