Jornal do Brasil

Economia

IPP sobe 2,93% em setembro, na 2º maior alta da série histórica, revela IBGE

Jornal do Brasil

O Índice de Preços ao Produtor (IPP), que inclui preços da indústria extrativa e de transformação, registrou alta de 2,93% em setembro, informou nesta sexta-feira, 26, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A taxa de agosto foi revista de uma elevação de 0,83% para 0,86%.

A alta em setembro foi a segunda mais elevada de toda a série histórica, iniciada em dezembro de 2013, segundo o IBGE. O resultado é o mais acentuado desde setembro de 2015, quando os preços subiram 2,99%. Em setembro do ano passado, o IPP havia sido de 1,48%.

O IPP mede a evolução dos preços de produtos na "porta da fábrica", sem impostos e fretes, da indústria extrativa e de 23 setores da indústria de transformação. Com o resultado de setembro, o IPP de indústrias de transformação e extrativa acumulou aumento de 14,02% no ano, resultado mais elevado para períodos de janeiro a setembro em toda a série histórica.

Nos 12 meses encerrados em setembro, houve elevação de 18,20%, a maior taxa da série histórica, que nessa comparação tem início em dezembro de 2014.

Considerando apenas a indústria extrativa, houve aumento de 12,82% em setembro, após o avanço de 1,61% registrado em agosto.

Já a indústria de transformação registrou expansão de 2,47% em setembro, ante um crescimento de 0,82% no IPP de agosto.

 



Recomendadas para você