Jornal do Brasil

Economia

BCE mantém taxas de juros e reitera fim das compras de ativos em dezembro

Jornal do Brasil

O Banco Central Europeu (BCE) manteve a sua taxa básica de juros, a de refinanciamento, inalterada em 0% e deixou a taxa de depósitos em -0,40%, como amplamente esperada pelos agentes do mercado. A autoridade monetária da zona do euro também reafirmou o plano de manter os juros nos níveis atuais "pelo menos até durante o verão de 2019" e, em qualquer caso, enquanto for necessário para assegurar a continuação da convergência sustentada da inflação no sentido de níveis abaixo, mas próximos, de 2% no médio prazo.

No comunicado da reunião, o BCE também reiterou que suas compras líquidas de bônus serão de 15 bilhões de euros mensais de outubro até dezembro, quando então deverão ser encerradas. A instituição condicionou, no entanto, que o término está sujeito ao desempenho dos indicadores econômicos.

De acordo com a instituição, o conselho do BCE "pretende reinvestir os pagamentos de capital dos títulos vencendo adquiridos no âmbito das compras de ativos durante um período prolongado após o termo das aquisições líquidas de ativos e, em qualquer caso, enquanto for necessário para manter condições de liquidez favoráveis e um nível amplo de acomodação monetária".

Às 9h30 (de Brasília), o presidente da instituição, Mario Draghi, concede coletiva de imprensa.

 



Recomendadas para você